Botelho critica candidatura de ministro de Bolsonaro em MT: Não tem espaço para figurões de fora

Tarcísio Gomes de Freitas admitiu que pode entrar na disputa as próximas eleições como candidato ao Senado por Mato Grosso.

Foto por: Olhar Direto/Rogério Florentino

Política

18/09/2021 às 16:09

O deputado estadual Eduardo Botelho (DEM) criticou a possibilidade de o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, entrar na disputa eleitoral como candidato ao Senado por Mato Grosso, nas eleições de 2022. Para o parlamentar, o Estado não tem espaço para "figurões de fora".

Esta semana, durante entrevista ao Estadão/Broadcast, o ministro admitiu pela primeira vez, a possibilidade de disputar as próximas eleições, mas não necessariamente pelo estado de São Paulo, mas por MT ou Goiás.

"Vou caminhar junto com o presidente. Não sei se exatamente num governo de Estado, não sei se exatamente em São Paulo. De repente no Parlamento, de repente em Goiás. Por exemplo, por que não o Senado em Goiás?", afirmou ele, que também mencionou a possibilidade de concorrer por Mato Grosso, dois estados com os quais o carioca radicado em Brasília não tem ligação.

Para Botelho, apesar de Tarcísio ser um bom ministro, o Estado conta com pelo menos, 10 bons pré-candidatos ao Senado que podem disputar a vaga.

"Eu acho que aquela época em que vinha alguns figurões de fora para ser candidato em Mato Grosso acabou, não tem mais espaço para isso. O nome dele é bom, é um bom ministro, mas eu não vejo aqui dentro do Estado o espaço para ele ser candidato. Já temos vários nomes aqui colocados, uns 10 pré-candidatos e que são bons nomes daqui”, afirmou deputado.

Segundo o Estadão, Goiás e Mato Grosso são citados como opções por serem fortes no agronegócio, umas das bases do bolsonarismo, além de destinos de obras 'cartão de visita' do ministério comandado por Tarcísio, o que poderia ajudá-lo politicamente.

Fonte: Repórter MT


Fotos da notícias

Veja mais

DEIXA UM COMENTÁRIO Clique aqui

Teu email não será publicado.

Enviar comentário