Juiz mantém prisão de tatuador que tentou estuprar cliente

Polícia

01/08/2020 às 07:04

O tatuador José André Tavares, conhecido como Zezé Tattoo, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva por estuprar uma cliente na última quarta-feira (29), no bairro Coophalis, em Rondonópolis (212 km de Cuiabá). 

A decisão foi proferida pelo juiz da 5ª Vara Criminal do município, João Filho de Almeida Portela.

De acordo com a denúncia, a vítima foi até o estabelecimento fazer uma tatuagem, acompanhada de seu namorado, que foi barrado na entrada. O aliciador alegou que o companheiro da mulher não poderia ficar por se tratar uma medida de segurança da covid-19. 

Dentro do estúdio, o homem disse que precisava identificar a melhor posição para a tatuagem e pediu que a vítima ficasse nua. Ele chegou a tocar nas partes íntimas da vítima. 

Já na maca, para realizar o procedimento, a vítima se deitou de costas e percebeu que o suspeito estava com o pênis para fora da roupa. O agressor tentou disfarçar e pedir para ela ficar e fazer a tatuagem, no entanto, ela saiu correndo e foi até a casa do namorado. 

A Polícia Militar (PM) foi acionada e se deslocou até a casa do tatuador. Ele tentou fugir pelo telhado, mas foi preso. 

Na residência foram encontradas duas cobras, sendo uma jiboia e uma corn sane (espécie americana), uma espingarda, uma arma conhecida como besta, flechas, uma machadinha, um tablete de maconha e uma balança de precisão. 

O estuprador foi encaminhado para Delegacia de Polícia e responderá por estupro, porte ilegal, tráfico de drogas e crime contra a fauna. 

Fonte: Reporter MT


Fotos da notícias

Veja mais

DEIXA UM COMENTÁRIO Clique aqui

Teu email não será publicado.

Enviar comentário