Mãe da prefeita de Carlinda falece em decorrência de complicações da COVID-19

Foto por: Arquivo Pessoal

Carlinda

13/03/2021 às 06:34

O coronavírus deverá oficializar nos próximos dias os 52 óbitos no município de Alta Floresta. Até quinta-feira eram somados 50 com a morte de um idoso de 87 anos, mas nesta sexta-feira, dia 12, mais duas pessoas que estavam internadas em leitos de UTIs faleceram. Uma delas foi o investigador Marco Aurélio de Almeida, de 43 anos. A outra pessoa foi a sócia proprietária do Jornal A Gazeta do Nortão, Jeni Leal, mãe da prefeita de Carlinda, Carmen Martines Leal Coelho e do servidor público da assessoria de imprensa da Câmara de Alta Floresta, Lindomar Arcanjo Leal.

Vários membros da família Leal já foram acometidos ao coronavírus. O caso de Jeni Leal no entanto, acabou sendo o mais grave, juntamente com o de uma irmã dela. As duas chegaram a ficar internadas na mesma ala no Hospital Regional de Alta Floresta. Mas Dona Jeni como era carinhosamente conhecida, teve piora no quadro clínico e precisou ser removida para uma UTI.

Desde o início da semana o quadro da pioneira de Alta Floresta e também do município de Carlinda não apresentava melhora. E a situação foi agravando até a madrugada desta sexta-feira, dia 12 quando jeni Leal não resistiu mais à covid. Liliane leal, também filha, oficializou a morte através de rede social. O corpo foi liberado pela manhã e o sepultamento pouco tempo depois.

Mas antes, o cortejo fúnebre passou por alguns pontos como pátio da Igreja Matriz no canteiro central de Alta Floresta, local onde Dona Jeni aos domingos eram sempre vista por fiéis na Paróquia Santa Cruz. Depois da passar pela Igreja Católica, o carro funerário levou o corpo por outro ponto onde Dona Jeni era considerada uma mãe: a Cadeia Pública, local que, como líder da Pastoral Carcerária, ela era até considerada mãe de muitos reeducandos, levando a palavra de Deus.

Depois das homenagens em pontos estratégicos de Alta Floresta o corpo foi levado ao Cemitério Jardim da Saudade para sepultamento.

Jeni Custódio Leal era casada com Ademar Leal. Ela tinha 64 anos, mãe de cinco filhos, sendo eles Carmen, Liliane, Lindomar, Viviane e Jiuvane Leal. A sócia proprietária do Jornal Gazeta do Nortão também já era avós de oito netos e um bisneto.

Conforme a saúde municipal, Jeni começou a apresentar sintomas (obstrução nasal, dor de garganta, dificuldade respiratória e fadiga) por volta do dia 18/02, testando positivo para COVID-19 no dia 22 do mesmo mês.

Deu entrada no Hospital Regional com queixa de dor de cabeça e fraqueza no dia 28/02 e transferida para UTI da rede privada no dia 03/03 em estado grave, com comprometimento pulmonar.

Permaneceu sob cuidados intensivos até a madrugada de ontem, vindo a falecer em decorrência de COVID-19 e insuficiência respiratória.

Fonte: Noticia Exata


Fotos da notícias

Veja mais

DEIXA UM COMENTÁRIO Clique aqui

Teu email não será publicado.

Enviar comentário